Resumo dos Artigos
Ano I - n. 2 - outubro / dezembro, 2008
Além da ideologia: uma perspectiva da trajetória da reforma do Estado no Brasil

      O processo de reformas estruturais deve ser analisado à luz de um binômio que contempla mudanças simultâneas nas estruturas políticas e econômicas, não importando qual tenha acontecido primeiro. Se as econômicas como no Chile ou as políticas como no Brasil, ou todas ao mesmo tempo como no caso da Rússia. A realidade é que fatalmente as reformas acontecerão tanto nas instituições políticas quanto nas econômicas.
       
       Leia na íntegra.



Prioridades claras, necessidades ocultas e o Plano Estratégico nacional de Defesa

      O autor procura fornecer informações que incitem a uma reflexão sobre assuntos de Defesa nacional no Brasil. Para tanto, resumiu o processo que levou à criação do Ministério da Defesa, salienta a relevância de se ter presente o papel desempenhado pelas instituições e explorou características das relações entre civis e militares no Brasil. Sem conhecimento mútuo mais aprofundado, a sociedade não terá condições de decidir conscientemente sobre seus interesses de longo prazo no campo da Defesa nacional.
       
       Leia na íntegra.



Contribuição do conservadorismo inglês ao liberalismo contemporâneo

      O artigo abrange quase três décadas de política britânica, compreendidas entre a ascensão de Margareth Thatcer (1979) e a substituição de Tony Blair na chefia do governo trabalhista (2007). Trata-se de época caracterizada pelo duradouro sucesso na redefinição das políticas públicas, devida aos conservadores, com base em concepções liberais. O êxito dessa inflexão, junto à opinião pública, obrigou a cúpula trabalhista a repensar sua doutrina tradicional, redundando na chamada Terceira Via.
       
       Leia na íntegra.



Tema em debate

      Aberto por Jorge Bornhausen, diz respeito ao NOVO PACTO FEDERATIVO. Parte do reconhecimento de que, dada a singularidade do federalismo brasileiro --criado de cima para baixo ao invés de ter sido uma iniciativa dos estados-- não cabe ressuscitar o clássico confronto entre centralização e descentralização. Sua proposição é no sentido de dosar a centralização, de modo a obter, em prazo razoável, uma adequada distribuição da receita tributária, pondo fim à situação atual, quando os governadores se encontram de “pires na mão” em face da União. Aponta o caminho a ser trilhado, baseando-se tanto na vivência pessoal como em proposições concretas, em matéria de redistribuição de funções, oriundas de governantes estaduais.
       
       Leia na íntegra:
Novo Pacto Federativo



OUTROS RESUMOS
 
Energia nuclear: prós e contras
Editoria

A tradição do liberalismo doutrinário
Ricardo Vélez Rodriguez

"Universidades", sem essência universitária
Leonardo Prota

Os Presidentes e o Congresso no Brasil: diferentes estilos e modelos em busca da governabilidade.
João Paulo M Peixoto

 
# Sumários das edições da Revista On-Line Liberdade e Cidadania:  Ed. n. 01 , 02 , 03, 04, 05, 06, 07, 08, 09, 10, 11, 12, 13, 14 , 15, 16, 17, 18 
Revista On-Line Liberdade e Cidadania - Registro ISSN Nº 1983-9162
w w w . f l c . o r g . b r / r e v i s t a

Copyright © 2012 - Fundação Liberdade e Cidadania - Todos os direitos reservados
Senado Federal - Anexo I - 26° andar - Brasília - DF - CEP 70.165-900
Tel.: (61) 3311-4273 / Fax: (61) 3223-6201
[email protected]