Resumo dos Artigos
Ano I - n. 4 - abril / junho, 2009
Amazônia- Território e conhecimento

      O artigo preconiza a necessidade de um olhar renovado sobre o território, levando em conta o esgotamento do modelo pioneiro dos anos 70 e o fato de que a Amazônia aparece hoje como um território em plena mutação, com uma realidade totalmente diferente do discurso das diversas partes interessadas. Segue-se a análise da experiência de proteção da Amazônia consubstanciada no SIPAM. Para os próximos 15 anos, prevê que novos paradigmas de segurança territorial e gestão do uso múltiplo das águas deverão ampliar o potencial da configuração tecnológica e organizacional do SIPAM, com ampliação na gestão das políticas de bens públicos. Admite inclusive a reelaboração dos paradigmas fundiário e de biosegurança vigentes.
       
       Leia na íntegra.



Colômbia: uma nova realidade.

      Profundo conhecedor da situação do país, o autor afirma que, literalmente, deu a volta por cima. Isso, após seis anos de mau desempenho econômico e social, ensejado pelo não equacionamento da problemática da segurança interna, decorrente do conflito causado pelo narcotráfico e pela atividade das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – FARC. Descreve os passos empreendidos de que resultaram a superação daquela difícil situação. Comprova como, no período recente, firmou-se um constante crescimento econômico, que se faz acompanhar da progressiva pacificação do país. Esse surto de crescimento tem permitido atender a demandas sociais urgentes, aumentadas por décadas de conflito armado.
       
       Leia na íntegra.



Eleições presidenciais indiretas nos Estados Unidos: o aparente paradoxo

      O autor faz uma apresentação da eleição presidencial norte-americana, realizada de forma indireta, por meio de um colégio eleitoral. Sendo considerada a maior democracia do mundo, trata-se de um paradoxo, na medida em que a eleição indireta objetiva eliminar ou restringir a participação popular, o que não ocorre naquele país. A seu ver, a coexistência dos dois elementos reflete a multiplicidade, a diversidade e a heterogeneidade da sociedade norte-americana, tendo como pano de fundo os valores democráticos.
       
       Leia na íntegra.



Cidadania já

      Na condição de Presidente do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Cidadania e com base na aplicação de programa conjunto com a Secretaria Estadual de Educação, o autor registra o desânimo de amplos setores da população diante do comportamento de representantes da classe política, que acaba refletindo-se sobre a avaliação negativa vigente, em relação à instituição parlamentar. Propõe como solução pacto social em favor da educação para o exercício da cidadania, procurando torná-la, de fato, uma prioridade nacional.
       
       Leia na íntegra.



Tema em debate

      A seção TEMA EM DEBATE insere texto da autoria de Marina Klamas Tanigushi no qual resume a experiência de aplicação de uma política de assistência social pautada pelos princípios liberais, adotados pelo Democratas. Consistem estes em separar indigência de pobreza. Compreendendo os indigentes as pessoas incapacitadas de obter o auto-sustento não deveriam ficar na dependência apenas da caridade privada, cabendo assistí-los com recursos públicos. Entretanto, os programas públicos cuidam de encontrar formas de retirá-los da situação de dependentes.
       
       Como Presidente da Fundação de Assistência Social (FAS), da Prefeitura de Curitiba, entre 1997 e 2004, desenvolveu os procedimentos requeridos para, como diz, encontrar portas de saída. O primeiro passo residiu em buscar, no agregado familiar, quem pode capitanear o processo.
       
       Esse processo durava em média dois anos. Resume deste modo o resultado final, que denomina de emancipação: “com as crianças na escola, os pais ou responsáveis trabalhando, a auto-estima da família resgatada, os jovens tendo objetivos e perspectivas, obtínhamos o melhor retorno que poderíamos ter quando o responsável pela família chegava aos nossos técnicos e dizia: “Dona, pode dar a cesta básica para outra pessoa, tem outros precisando mais do que eu”. Adicionalmente, relata como conseguiu dar cumprimento às diretrizes de alcançar a participação da sociedade na gestão dessa política pública.
       
       Leia na íntegra:
Cidadania e Solidariedade



OUTROS RESUMOS
 
Energia nuclear: prós e contras
Editoria

A tradição do liberalismo doutrinário
Ricardo Vélez Rodriguez

"Universidades", sem essência universitária
Leonardo Prota

Os Presidentes e o Congresso no Brasil: diferentes estilos e modelos em busca da governabilidade.
João Paulo M Peixoto

 
# Sumários das edições da Revista On-Line Liberdade e Cidadania:  Ed. n. 01 , 02 , 03, 04, 05, 06, 07, 08, 09, 10, 11, 12, 13, 14 , 15, 16, 17, 18 
Revista On-Line Liberdade e Cidadania - Registro ISSN Nº 1983-9162
w w w . f l c . o r g . b r / r e v i s t a

Copyright © 2012 - Fundação Liberdade e Cidadania - Todos os direitos reservados
Senado Federal - Anexo I - 26° andar - Brasília - DF - CEP 70.165-900
Tel.: (61) 3311-4273 / Fax: (61) 3223-6201
[email protected]