05/03/2019

‘Não é não’ esta é a palavra de ordem neste carnaval, diz deputada Dorinha


Qual mulher nunca teve um beijo roubado, um puxão no braço ou uma encoxada? São nos bloquinhos de carnaval ou no transporte público que esses tipos de violência são mais comuns. Isso é crime, definido pela Lei 13.718 que tipifica a importunação sexual.

Que esse tipo de atitude sempre foi falta de respeito todo mundo sabe, mas esse é o primeiro carnaval após a aprovação da lei que prevê que quem for pego importunando sexualmente alguém, vai ser preso e pode cumprir pena que varia de 1 a 5 anos de reclusão.

Para a deputada professora Dorinha (TO), que coordena a Secretaria da Mulher na Câmara dos Deputados, é importante que quem sofra esse tipo de violência denuncie.

“Vemos com preocupação essa situação. É um direito da mulher não se sentir incomodada ou constrangida. Quem for vítima de qualquer crime não pode se calar. Chame a polícia. Quem testemunhar algo dessa natureza, não se omita jamais e denuncie. “Não é não”, destacou a parlamentar.

Caso sofra ou presencie alguma violência ou importunação sexual, ligue 190 ou 180 e chame a polícia.