27/02/2019

Líder Pacheco pede a ministro da Infraestrutura soluções urgentes para BR-381 e aponta crise financeira de Minas


Em audiência pública com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o líder do Democratas no Senado, Rodrigo Pacheco (MG), pediu soluções urgentes para questões, como a da BR-381, rodovia federal cujo número de ocorrências envolvendo mortes faz com que o local seja conhecido como “Rodovia da morte”. Mesmo não sendo membro titular da comissão, Pacheco fez questão de participar da audiência realizada nesta terça-feira, 26/2, na Comissão de Infraestrutura da Casa.

“Peço muito a atenção de vossa excelência para o problema da BR-381, especialmente no anel rodoviário, que é a questão mais grave. Peço que tenha atenção especial, sem prejuízo dos outros estados, que têm legítimos interesses, mas Minas tem essa peculiaridade. Temos a maior malha rodoviária do Brasil e, por isso, peço atenção à renovação das concessões das rodovias, dos investimentos que precisam ser feitos de infraestrutura”, destacou o senador.

Durante sua fala, Rodrigo Pacheco lembrou ainda outros desafios pelos quais passa Minas Gerais, como a crise fiscal, a recém tragédia de Brumadinho e uma onda de greve e paralisações no setor público. “Somos um estado que hoje chora uma crise fiscal sem precedentes. Um estado que não consegue ter um empréstimo de uma instituição financeira, que não consegue passar aos municípios sua cota constitucional do repasse, que é pertinente e devido a eles. Um estado que não paga seus servidores em dia e que começa agora uma onda de greve e paralisações muito ruins. Então, o estado vive hoje um momento de depressão”, destacou.

Eleito com mais de 3,6 milhões de votos nas últimas eleições, Rodrigo Pacheco afirmou que é sua obrigação buscar, assim como do governo estadual, soluções imediatas para o estado de Minas Gerais. “Não é culpa do governador atual, diga-se de passagem, não foi ele que criou essa crise, tampouco fui eu quem criei essa realidade, mas ele como governador e eu como senador, inclusive o mais votado do estado, temos a obrigação de encontrar soluções para isso. Somos o estado que chora uma tragédia que enfrentamos e que completa um mês, que é a de Brumadinho”, acrescentou.

Ministro

Em reposta às indagações do senador, o ministro Tarcísio de Freitas disse que Minas Gerais terá atenção especial do governo federal. Em relação a BR-381 especificamente, o chefe da pasta disse que em abril ou maio o Executivo promoverá audiência pública de forma a trazer investimento privado para a obra. “A 381 é uma obsessão nossa. Nos dá tristeza ver o estado daquela rodovia, ela ceifando vidas. Não vamos tolerar isso. O senso de urgência nos motiva”, disse.

O ministro afirmou ainda que as reivindicações do estado serão atendidas devido à importância do estado para o país. “Minas terá todo nosso carinho, nossa atenção, pelo momento que vive, pela grandeza, pela importância. É um estado pujante em termos de agronegócio, indústria, em termos de riquezas. Por incrível que pareça, o estado ainda tem trechos de rodovia federal não pavimentados. Isso é inadmissível. Vamos ser parceiros do estado na solução de problemas”, frisou.