20/02/2019

Líder do DEM pede agilidade na aprovação de projeto que institui ‘Política Nacional de Prevenção do Diabetes’


Durante sessão plenária na tarde desta terça-feira (19), o líder do Democratas no Senado, Rodrigo Pacheco (MG), pediu a aprovação urgente do projeto de lei (PLC 133/2017) que institui a Política Nacional de Prevenção do Diabetes e de Assistência Integral à Saúde da Pessoa Diabética.

O pedido foi retirado da pauta desta terça para melhor análise do Ministério da Saúde. “É conveniente que ouçamos as opiniões do Ministério da Saúde, especialmente do ministro Henrique Mandetta, profundo conhecedor dos assuntos atinentes à saúde pública. No entanto, gostaria de ressaltar a importância dessa matéria, que tramitou na Câmara dos Deputados, e da qual eu fui relator na Comissão de Constituição e Justiça”, frisou.

O texto – de autoria do deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) – prevê campanhas de conscientização sobre a importância de medir e controlar o nível de glicose no sangue e assegura um atendimento rápido e tratamento integral às pessoas com diabetes no Sistema Único de Saúde (SUS).

“Esse projeto estabelece aquilo que é fundamental para o controle da doença: o tratamento e a conscientização de que, se as pessoas se tratarem, elas evitarão doenças maiores e garantirão um dos direitos sagrados da Constituição, que é o direito à vida”, frisou Pacheco.

Recente pesquisa do Ministério da Saúde mostrou que, entre 2006 e 2016, a prevalência do diabetes aumentou em 61,8% passando de 5,5% para 8,9% dos entrevistados. Em 2016, ainda segundo o estudo, aproximadamente 61 mil pacientes morreram em razão da doença.

“É preciso garantir à população brasileira, especialmente aos mais carentes, o acesso ao básico: a um exame de glicemia, que identifica o teor de açúcar no sangue e também ao remédio, simples, relativamente barato, a fim de evitar o progresso da doença, que acaba por redundar em outras doenças”, finalizou o líder do DEM.