17/08/2019

Jovens líderes do Democratas discutem, na Guatemala, o cenário político na América Latina em curso de formação da Fundação Adenauer


      Jovens do Brasil e das Américas participaram de uma formação de lideranças políticas na América Latina, entre os dias 11 e 17 deste mês, promovido pela Fundação Konrad Adenauer, na Guatemala. O Brasil participou do curso Diplomado com os jovens Democratas Jefferson Figueiredo, Luiz Henrique Rocha, ambos da JDEM do Rio de Janeiro, e Victor André Gomes, da JDEM Pernambuco.  A problemática da imigração que hoje mobiliza o mundo, em especial os Estados Unidos e países europeus, foi um dos temas discutidos no curso.

  “O curso possibilitou ter uma visão acerca do centro político sob a perspectiva de diversos países, assunto tão importante para a sociedade brasileira. Além disso, contou com palestras sobre comunicação que ajudarão na atuação da Juventude nas eleições do próximo ano”, afirmou Jefferson Figueiredo.  O impacto desse fenômeno econômico e social na América Central foi abordado por Jahir Dabroy, especialista em Migração da Associação de Investigação e Estudos Sociais da Guatemala. Os dados mostram que toda semana cerca de 700 pessoas migram de maneira ilegal da Guatemala. A maioria esmagadora, 94% desses migrantes vão para os EUA.

As razões para saírem de seus países se submetendo a situações de vulnerabilidade são as mais diversas:  escapar da pobreza, exclusão social, de situações de violência em seus países de origem – tráfico humano, abuso das autoridades -, perseguição por grupos ligados ao crime organizado, desde gangues locais a traficantes de drogas transnacionais. Barack Obama foi o presidente americano que mais deportou imigrantes até a chegada de Donald Trump. A questão psicológica dos deportados é muito grave pelo fato deles terem de conviver com a sensação de fracasso entre a comunidade e a família. No entanto, a maioria das pessoas que voltam para o país deportados pensam em tentar novamente.

 “Saber que existem pessoas que sonham com um mundo melhor e lutam por suas convicções foi uma experiência marcante que acrescentou muito aos meus conhecimentos. Foi incrível debater com pessoas de outros países que partilham do mesmo interesse e participar de uma formação com uma equipe de palestrantes sensacional”, afirmou Victor André Gomes.  A participação das mulheres em lideranças políticas, a violência política em razão de gênero, a politização da justiça, a judicialização da política, direitos humanos e estado direito, novas ferramentas eleitorais (redes socais) e a comunicação política no século XXI foram debatidos nos diversos painéis do curso.

A violência de gênero afeta todos os países da América Latina e tem crescido com a onda do extremismo. A participação da mulher na vida política tem gerado nos últimos anos um fenômeno da violência política pelo simples fato de ser uma mulher, desconsiderando a preparação ou capacidade feminina.

        Outro tema debatido foi o crescente e importante posicionamento da Alemanha como um forte concorrente da China e dos Estados Unidos como parceiro da América Latina. A busca para uma aliança futura entre Alemanha/União Europeia e a América latina, visando fortalecimento comercial e econômico para combater a força crescente da China, também passa por uma reeducação social, visando os padrões da Europa, para que haja uma preocupação coletiva entre os países parceiros.

WhatsApp Image 2019-08-22 at 14.07.03 WhatsApp Image 2019-08-22 at 21.44.42 WhatsApp Image 2019-08-22 at 14.09.06 (1) WhatsApp Image 2019-08-22 at 14.09.06 WhatsApp Image 2019-08-22 at 14.03.16 WhatsApp Image 2019-08-22 at 14.01.44 WhatsApp Image 2019-08-22 at 13.34.02 WhatsApp Image 2019-08-22 at 13.34.01 (1)