21/03/2019

Deputado Arthur Maia defende aprovação do projeto que cria a Semana de Prevenção ao Suicídio


Durante reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), o deputado Arthur Maia (BA) defendeu a aprovação do projeto de lei 8632/2017, que cria a Semana de Prevenção do Suicídio e de Valorização da Vida.

Menos de uma semana após o massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), com 10 mortos e 11 feridos, os deputados analisaram a proposta e defenderam a importância do enfrentamento do tema.

Para Maia, hoje essa realidade está muito vinculada a jogos e discussões que acontecem no âmbito da internet, cujo principal objetivo é incentivar o suicídio e a violência entre os jovens.

Como exemplo, ele citou o desafio “Baleia Azul”, jogo que incentiva a automutilação e o suicídio entre adolescentes, e, o mais recente “Desafio da Momo”, onde a temida personagem aparece em vídeos infantis ensinando crianças, passo a passo, a cometerem o suicídio.

“A criação da Semana de Prevenção ao Suicídio deve ser um marco para que possamos refletir sobre a interferência da internet na vida de nossas crianças e adolescentes. Haveremos de debater medidas a respeito desse instrumento que é tão primordial, mas que, ao mesmo tempo, tem prejudicando tantas pessoas, especialmente os mais jovens. É preciso que haja algumas cautelas”, defendeu o parlamentar.

A Semana Nacional de Prevenção do Suicídio e de Valorização da Vida tem por finalidade promover o debate, a reflexão e a conscientização sobre o tema na sociedade brasileira, com o objetivo de dignificar a vida no Brasil, em reação ao suicídio e a seus fatores condicionantes e determinantes. De acordo com a proposta, a data será celebrada anualmente na semana que compreender o dia 10 de setembro, que foi escolhido como Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.