10/04/2019

Ao lado de Bolsonaro, Efraim Filho participa de solenidade que trouxe mudanças para o Cadastro Positivo: ‘Momento importante’


A nova Lei do Cadastro Positivo, sancionada nesta terça-feira (9) pelo presidente Jair Bolsonaro, representa um importante passo para o desenvolvimento, destacou o deputado federal Efraim Filho (DEM), que participou da solenidade ao lado do chefe do Executivo.

Segundo o paraibano, a proposta dará mais acesso ao credito para diversos seguimentos, entre eles, microempreendedores que poderão usar deste recurso para investimentos no seu negócio. “Não podemos ficar reféns dos bancos, essa concentração é muito ruim, gera juros muito altos, sendo assim os que mais precisam não conseguem pagar”, afirmou Efraim Filho.

Ainda de acordo com o deputado, a sanção desta nova lei tem potencial para melhorar a vida de muita gente. A mudança no Cadastro Positivo tem potencial para beneficiar cerca de 130 milhões de pessoas, inclusive 22 milhões de brasileiros que estão fora do mercado de crédito.

Também estiveram presentes na solenidade os presidentes da CNDL, José César da Costa, do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, da Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC), Elias Sfeir, da Frente Parlamentar do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (FCS), da União Nacional das Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), George Pinheiro, o assessor especial do Ministério da Economia, Guilherme Afif Domingos, diretor de Administração e Finanças do Sebrae, Carlos Melles, além de autoridades do Banco Central.

Nas redes sociais, Efraim comentou o momento. “Hoje estive junto com o Presidente Jair Bolsonaro e ele teve o gesto de me convidar para assinar com ele e testemunhar a sanção da Lei do Cadastro Positivo, na qualidade de Presidente da Frente Parlamentar do Comércio, Serviços e Empreendedorismo. Momento importante e simbólico no diálogo entre Planalto e Congresso. […] Mais acesso a crédito e Juros Menor para quem deseja empreender, ter seu próprio negócio e gerar emprego, renda e oportunidades”, escreveu.

Com informações do site Bastidores da Política