02/08/2018

Democratas realiza convenção nacional


WhatsApp Image 2018-08-02 at 10.43.19O Democratas realizou nesta quinta-feira (02), em Brasília, sua convenção nacional, na qual definiu as coligações para as próximas eleições. O líder do partido na Câmara, deputado Rodrigo Garcia (SP) ressaltou o apoio do partido à candidatura de Geraldo
Alckmin à Presidência da República. “Geraldo tem a capacidade de devolver aos brasileiros a esperança de dias melhores”, afirmou “É a pessoa mais preparada hoje para liderar o Brasil, trazendo nosso país de volta ao caminho do desenvolvimento, da estabilidade e do crescimento”, destacou.

A deputada Tereza Cristina (MS), representando a bancada feminina do DEM, também enfatizou o entusiasmo dos parlamentares do partido em relação à candidatura de Alckmin. “É um orgulho e um prazer estar nessa campanha, pelo bem do Brasil, apoiando esse projeto”, assegurou.

Mendonça Filho (PE) demonstrou alegria pela convenção se dar em um momento de consolidação do Democratas. “O DEM tem sido protagonista na defesa dos valores democráticos e contribuiu de forma significativa para a estabilidade do país”, relembrou. “Temos o desafio e a oportunidade de oferecer um novo horizonte para os brasileiros. Geraldo é a melhor escolha para o Brasil”, acrescentou.

O deputado Alberto Fraga (DF), candidato ao governo do Distrito Federal, lembrou que o país passa por uma grave crise na segurança pública e frisou que esse será uma de suas prioridades. “Bandido vai ter que se mudar de Brasília”, garantiu. “Vou resgatar qualidade de vida de nossa cidade”, afirmou.

José Carlos Aleluia, deputado federal pela Bahia e presidente da Fundação Liberdade e Cidadania, lembrou com orgulho do passado do partido. “Contribuímos na transição para a democracia. Depois, estivemos na oposição quando o Brasil mais precisou, para defender ideias, valore e princípios”, acrescentou.

“Estamos diante de um novo momento de transição e, mais uma vez, nos colocamos no lado certo da história e por isso apoiamos Geraldo Alckmin, que tem espírito público, visão e grandeza para reconduzir o Brasil ao crescimento e ao desenvolvimento de nossa sociedade”, afirmou.

O presidente do Democratas, ACM Neto (BA), que abriu a convenção, destacou o apoio unânime dos partido à candidatura de Geraldo Alckmin. “Nós aguardamos 16 anos por esse momento”, disse Neto. “Passamos por momentos difíceis, mas nos mantivemos na oposição de forma responsável, construtiva e corajosa”, relembrou. “Esse processo nos trouxe muitas dificuldades, mas hoje, com o partido crescendo e se fortalecendo novamente, temos a certeza de que valeu a pena passar por tudo isso e manter nossos princípios e valores”, disse. “Apoiar Geraldo Alckmin é, mais uma vez, nos mantermos fieis às nossas convicções, na certeza de ele é a melhor opção para comandar o país nesse momento”, afirmou.

O deputado Carlos Melles (MG), presidente do Conselho Político do DEM, anunciou a coligação com o PSDB e o apoio do partido ao candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin, depois do secretário-geral, deputado Pauderney Avelino (AM), ter aberto os trabalhos.

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (RJ) destacou que a democracia se faz por meio do fortalecimento dos partidos. “O Democratas, mesmo em seus piores momentos, foi sempre um partido forte, com valores e princípios”, pontuou. “Não há outro caminho que não seja a democracia”, ponderou. “Nosso partido está ainda mais forte agora e vamos contribuir, e muito, no crescimento do nosso país”, garantiu.

Geraldo Alckmin encerrou o encontro destacando a coerência e a coragem do Democratas. “Tinha um ex-presidente que queria acabar com o partido, porque não queria oposição. Mas o Democratas se manteve firme e hoje é um dos grandes partidos brasileiros, com excelentes quadros”, elogiou.

Além disso, Alckmin destacou a capacidade de articulação do Democratas e sua competência gerencial. “ACM Neto é um dos melhores prefeitos que o país já teve; Rodrigo Garcia esteve a frente de três pastas no governo de São Paulo com excelência; Mendonça Filho tirou do papel uma revolução na educação”, listou. “Além de um partido grande é um partido necessário”, acrescentou.